Pé Diabético

por | set 15, 2014 | 0 Comentários

Definições Gerais

Pé diabético é a condição especial que acontece no paciente diabético no que se refere às doenças e predisposições que afetam o pé.

Isso acontece porque no paciente diabético há uma maior predisposição a infecções, alterações de sensibilidade, deformidades ósseas e alterações de pele.

A principal explicação para isso é que o estado de aumento constante de glicemia (açúcar no sague) leva a um aumento de proliferação de bactérias e uma menor resistência do organismo a infecções. Além disso, o açúcar no sangue leva a destruição de nervos dos pés e perda de sensibilidade aumentando o risco de feridas nos pés e lesões sem que o paciente perceba.

Os pacientes diabéticos, mesmo assintomáticos, devem passar numa consulta com o vascular, pelo menos anualmente, para avaliar a perfusão dos membros e sensibilidade. Após a detecção de alguma alteração, os retornos são mais frequentes.

Cuidados em pacientes com pé diabético

Abaixo listo alguns  10 principais cuidados que os pacientes diabéticos devem ter, mesmo em casos recentes:

1. Controle sempre adequado do diabetes. Mantendo hemoglobina glicada entre 6,5-7. Já se tem comprovado que a perda de sensibilidade dos pés acontece mais rápido em pacientes com diabetes sem controle.

2. Controle dos outros fatores de risco: tabagismo, hipertensão e colesterol aumentado. Os fatores de risco em conjunto têm maior influência na piora da circulação quando associados.

3. Não andar descalços e com sapatos sem meias. Além de aumentar a exposição a lesões e rachaduras, usar sapatos sem meias aumentam a proliferação de bactérias nos pés.

4. Tratar rapidamente qualquer micose que apareça entre os dedos. As micoses são a principal porta de entrada para bactérias nos pés e o início de uma possível lesão grave.

5. Utilizar sempre hidratantes.  O paciente diabético, com o tempo, perde a capacidade de produção de suas glândulas: sebáceas e sudoríparas. Assim os pés são secos e propensos a rachaduras. Olhar os pés pelo menos 1x ao dia.

6. Uso de sapatos confortáveis e com ventilação. Não usar números maiores. Dar preferência para sapatos sem costuras internas e com solados não flexíveis (mais grossos). Usar sempre dentro dos calçados quando for calçar. Evitar calçados com bicos finos. O uso de sapatos e palmilhas especiais customizados são em casos de perda de sensibilidade comprovada em testes no consultório.

7. Usar sempre meias de algodão com os calçados. Evitar materiais sintéticos.

8. Não retirar cutículas dos dedos. Cortar as unhas de maneira reta.

9. Não fazer “cirurgias de banheiro”. Cortar peles de dedos e calosidades com materiais cortantes. Procurar utilizar lixas com cuidado.

10. Não confiar na temperatura das coisas pelas extremidades. Sempre teste a temperatura de água pelo cotovelo. Cuidado com queimaduras.

Em casos de lesões nos pés não hesite em procurar o vascular o mais rápido possível.

Abaixo uma entrevista muito interessante sobre os cuidados com pé diabético

https://www.youtube.com/watch?v=C6AloIfTBjE

 

Pé diabético

Share This