Dissecção de aorta

Definições Gerais

A dissecção da aorta é quando há um rompimento de uma das camadas de dentro da artéria e o fluxo sanguíneo passa por dentro dessas camadas formando duas luzes.

É uma condição grave e geralmente tem como causa um defeito da parede da artéria e um quadro de pressão alta sem controle.

Os fatores de risco são: idade, sexo masculino, hipertensão, tabagismo, hereditariedade, síndromes genéticas (Marfan, Ehlers-Danlos).

Pode acometer qualquer porção da aorta sendo a aorta ascendente a mais frequente.

Sintomas

O quadro clínico típico é uma dor súbita de forte intensidade no peito com irradiação para as costas pelo lado esquerdo ou para o pescoço. É dita como a dor mais forte que a pessoa já sentiu. Vem associado com pressão alta. Em alguns casos há alteração na amplitude de pulsos dos membros superiores e inferiores.

Diagnóstico

O diagnóstico definitivo é feito com angiotomografia ou angioressonância. Em alguns casos utilizamos o ecocardiograma transesofágico.

Tratamento

O tratamento inicial é o controle da pressão com o uso de drogas vasoativas em UTI e o controle da dor. Após os exames, decidimos sobre a cirurgia de emergência quando a disseccão acomete a aorta ascendente ou quando há algum sinal de falta de sangue em algum orgão (rins por exmplo), pressão incontrolável ou dor intratável.

Quando a dissecção acomete a aorta descendente e não há falta de sangue em algum orgão, optamos pela cirurgia a depender de fatores anatômicos verificados na angiotomgrafia.

A cirurgia pode ser aberta (convencional) ou endovascular. Optamos pela cirurgia aberta quando a aorta ascendente está acometida. Nesse caso há a troca da área dissecada por uma prótese. Muitas das vezes há a necessidade de cirurgia extracorpórea.

No caso do tratamento endovascular, fazemos o implante de uma endoprótese dentro da aorta selando a área que rompeu e fez com que a artéria fosse dissecada. O acesso geralmente é pelas artérias femorais pela virilha.

Exemplo de tratamento endovascular de uma dissecção de aorta torácica. Note que na figura da esquerda ha um borramento escuro do lado direito. Essa é a área em que há a dissecção. Do lado direito a mesma imagem não é mais vista. Nela podemos visualizar uma prótese já liberada na aorta torácica.

Share This
WhatsApp chat